16 de junho de 2018  07:05   /      Jocerlan Aquino

Cafu prevê estreia complicada para a Seleção: “Não subestimem a Suíça”

    Suíça - cuja melhor campanha na Copa do Mundo se deu em 1950, quando terminou em sexto lugar - está bem distante do grupo das favoritas da competição. Nem por isso, a adversária de estreia do Brasil, domingo, às 15h (horário de Brasília), em Rostov, pela primeira rodada do Grupo E, será presa fácil. É o que pensa Cafu, capitão na conquista do pentacampeonato da Seleção, em 2002.

    Em entrevista ao site suíço "Le Matin", Cafu afirma que não trata a Suíça como um adversário duro apenas por educação. Ele, de fato, acredita que os europeus são capazes de fazer um jogo parelho.

     
    Ex-lateral da Seleção está confiante no trabalho desenvolvido por Tite (Foto: Ennio Leanza/Keystone via AP)Ex-lateral da Seleção está confiante no trabalho desenvolvido por Tite (Foto: Ennio Leanza/Keystone via AP)

    Ex-lateral da Seleção está confiante no trabalho desenvolvido por Tite (Foto: Ennio Leanza/Keystone via AP)

    - Trata-se da primeira partida do Brasil e não há um número grande de referências, apesar da classificação brilhante para a Copa do Mundo. Espero um jogo complicado, especialmente porque a Suíça se defende muito bem. A Seleção sempre teve problemas com times que deixam poucos espaços.

    Questionado se essa dificuldade também surgia na época que defendia a lateral direita da Seleção, o paulista não titubeou.

    - Na minha época havia o Ronaldo (risos). É claro que o Brasil é superior e mais criativo do que a Suíça. Se as duas equipes forem ao ataque, a Suíça não terá chance. Mas, se ela se defender bem, terá uma chance. Vamos lá, acho que a Seleção vai ganhar, mas com dificuldades. Não subestimem a Suíça, que ainda está presente nas grandes competições. Isso prova seu valor. Em 2002, batemos a Turquia por apenas 2 a 1 no nosso primeiro jogo.

    A confiança de Cafu no hexa passa pela entrada de Tite no comando da Seleção. O ex-jogador enalteceu o trabalho do treinador, que perdeu apenas um jogo desde a sua contratação, em junho de 2016, quando entrou na vaga de Dunga.

    - Tite constuiu uma equipe, deu identidade, deu um sistema de jogo definido. Os jogadores seguem, tem coerência. A qualidade sempre esteve lá, mas ele montou as peças. Estou ansioso para ver no que vai dar nessa Copa. Eu acho que o Brasil é o grande favorito.

    Calendario Selecao 14-06-18 (Foto: infoesporte)Calendario Selecao 14-06-18 (Foto: infoesporte)

    Calendario Selecao 14-06-18 (Foto: infoesporte)

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Autentificado como . Sair desta conta »

...

publicidade

// Cole o código do Google Analytics aqui