18 de outubro de 2018  08:48   /      Jocerlan Aquino

Cruzeiro vence novamente o Corinthians e conquista a Copa do Brasil pela 6ª vez

    • O Cruzeiro é hexacampeão da Copa do Brasil! Depois de vencer o Corinthians por 1 a 0 na ida, o time de Mano Menezes superou novamente os paulistas nesta quarta-feira, fora de casa, por 2 a 1, em duelo marcado por participação decisiva do VAR (árbitro de vídeo). Apesar de ter entrado em campo em vantagem, a Raposa não teve vida fácil na arena Corinthians. O time abriu o placar no primeiro tempo, mas os paulistas empataram nos minutos iniciais da segunda etapa, de pênalti, e tiveram um gol anulado aos 24 minutos (ambos os lances com árbitro de vídeo). O Cruzeiro só foi respirar aliviado quando Arrascaeta marcou o segundo gol - e que golaço -, aos 34 minutos. O torcedor celeste pode comemorar! O clube é, agora, isoladamente o que mais vezes ergueu o troféu da competição. Além disso, tornou-se o único a vencer o torneio duas vezes consecutivas.

       
      Cruzeiro levanta a taça da Copa do Brasil 2018

      Cruzeiro levanta a taça da Copa do Brasil 2018

    • DESTAQUEPRIMEIRO TEMPO
      O primeiro tempo começou muito truncado. Para se ter uma ideia, aos 20 minutos o árbitro Wagner do Nascimento já tinha marcado 15 faltas e distribuído dois cartões amarelos. E, em jogos estudados, os erros podem ser fatais. Aos 27 minutos, Léo Santos bobeou pela direita, perdeu a bola para Rafinha, que tocou para Barcos na entrada da área. O centroavante limpou para o meio, bateu na trave, e viu a bola sobrar caprichosamente nos pés de Robinho, que estufou as redes com um chute de primeira. Mesmo com o gol, a partida seguiu muito estudada, e as duas principais oportunidades foram em bolas aéreas. Aos 33, Dedé aproveitou cruzamento de Thiago Neves e cabeceou muito forte na trave de Cássio. Dois minutos depois, foi a vez do alvinegro Henrique assustar pelo alto. Ele aproveitou cobrança de Jadson para testar sozinho, mas a bola passou raspando a trave da meta defendida por Fábio. Os primeiros 45 minutos terminaram mesmo com o placar magro.
      Gol do Cruzeiro! Léo Santos falha e Robinho marca após rebote de bola na trave aos 30 do 1º tempo

      Gol do Cruzeiro! Léo Santos falha e Robinho marca após rebote de bola na trave aos 30 do 1º tempo

    • SEGUNDO TEMPO
      O Corinthians a essa altura precisava de uma virada para levar a decisão para os pênaltis. Até por isso começou em cima. Logo aos sete minutos, depois de muita polêmica e uso do VAR, o árbitro Wagner do Nascimento marcou pênalti de Thiago Neves em Ralf, e a cobrança foi convertida por Jadson. Na primeira metade dos 45 minutos finais, a única chance da Raposa foi com Léo, aos 15, em chute defendido por Cássio praticamente em cima da linha. Aos 24, um susto para o time cruzeirense. Pedrinho acertou a gaveta de Fábio em um arremate quase do meio-campo, mas, novamente com o auxílio do árbitro de vídeo, Wagner do Nascimento anulou o que seria o segundo gol do Corinthians. A partir daí os paulistas não conseguiram mais levar perigo a Fábio, e, aos 36 minutos, Arrascaeta, que foi acionado por Mano durante a segunda etapa, marcou um golaço para dar números finais à partida e garantir o hexacampeonato celeste.
    • DESTAQUEVAR (NÚMERO 1)
      A primeira vez que o VAR foi usado de maneira decisiva na partida foi aos cinco minutos do segundo tempo. Thiago Neves deu carrinho em Ralf na área, o volante corintiano caiu e o árbitro Wagner do Nascimento mandou seguir. No entanto, assim que a bola parou, ele foi pessoalmente assistir ao lance na câmera à beira do gramado. Cerca de três minutos depois, assinalou pênalti. Jadson converteu com maestria para o gol de empate.
      Gol do Corinthians! Jadson cobra pênalti e deixa tudo igual aos 9 do 2º tempo

      Gol do Corinthians! Jadson cobra pênalti e deixa tudo igual aos 9 do 2º tempo

    • DESTAQUEVAR (NÚMERO 2)
      E o árbitro de vídeo "agiu" novamente aos 24 minutos, quando Pedrinho aproveitou rebote para acertar um belíssimo chute no ângulo de Fábio. Dedé ficou caído, reclamando de um tapa de Jadson no início da jogada. Wagner do Nascimento mais uma vez foi consultar o VAR, decidiu anular o gol - que àquela altura levaria a decisão para os pênaltis - e dar cartão amarelo para Jadson.
    • INVESTIMENTO CERTEIRO

      Arrascaeta era dúvida para a partida. Ele entrou em campo na manhã dessa terça-feira, no Japão, para defender a seleção uruguaia. O Cruzeiro fez questão de investir R$ 60 mil para que o meia retornasse do país asiático e estivesse em campo na Arena Corinthians na noite desta quarta. E o investimento deu certo. O camisa 10 ficou no banco, foi acionado por Mano Menezes aos 16 minutos do segundo tempo e marcou o gol da vitória aos 34.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Autentificado como . Sair desta conta »

...

publicidade

// Cole o código do Google Analytics aqui