29 de outubro de 2018  06:23   /      Jocerlan Aquino

Correndo o risco de ser preso por atraso de pensão, agricultor passa por situação de calamidade, em Serra Grande

    Em carta enviada ao Portal DiamanteOnline, um cidadão comovido com a história de um agricultor de sua terra, pede ajuda dos leitores e relata os fatos, em Serra Grande (PB). O senhor Francisco Ribeiro da Silva, 45 anos, agricultor, residente na Rua Pedro dos Santos, Serra Grande – PB. Pede ajuda, pois encontra-se doente. O mesmo é portador de 5 hérnias de disco e uma compressão no sacro, e teve o benefício negado pelo INSS. No entanto, seu maior sofrimento, vem por estar sendo obrigado a pagar uma pensão aos filhos que residem em Irecê na Bahia, no valor de um salário mínimo. O Senhor Francisco Ribeiro morava em São Paulo quando se divorciou de sua ex-mulher, em uma audiência no estado de São Paulo. A juíza decretou que o mesmo teria que pagar este valor, mas ele não aceitou, pois não teria como cumprir com o compromisso de pagar este alto valor, mesmo assim ele foi obrigado a pagar. Há quase 3 anos, Francisco luta para que este valor seja reajustado, mas sem nenhum êxito. Ele já vendeu tudo o que tinha para tentar pagar a pensão, já foi preso por este problema pois não tem como trabalhar devido aos problemas de saúde e mesmo assim, vem depositando o valor de R$ 200,00 mensais (Valor este que recebe do bolsa família), e por isso, fica sem ter como se manter pois a única renda que tem são R$ 267,00 para se alimentar e comprar seus medicamentos, pois sente muitas dores.

    O agricultor já chegou a vender a sua própria casa para arcar com sua responsabilidade de pai, mas hoje não tem mais nada para vender. Agora está sendo cobrado por parte da genitora de seus filhos, a diferença deste valor, mas ele não tem este dinheiro. Um dos filhos já tem 19 anos e mesmo assim a mãe quer a pensão para a filha, o filho tem apenas 10 anos.

    Pedimos ajuda para que o mesmo possa pagar um advogado no estado da Bahia, e que ele possa ir até lá. O agricultor fala muito em suicídio, por não encontrar solução para este problema. Ele está sendo acompanhado pela equipe do NASF, psicólogo, fisioterapeuta e assistente social do município, pois teme que o pior aconteça, pois apresenta um estado de depressão e faz uso de medicamentos fortes para tentar manter o equilíbrio mental e aliviar as fortes dores que tem na coluna e nas pernas. Ele já chegou há ficar um mês sem conseguir andar.

    Como uma pessoa nestas condições pode arcar com tamanha responsabilidade? Se ele recebe muito menos de um salário, como pode pagar um salário? Ultimamente ele está vivendo de doações de parentes para o seu próprio sustento. Temos provas médicas das condições de saúde dele, bem como relatórios da assistente social na questão financeira do mesmo, caso precise, enviaremos xérox. Se você puder ajudar este agricultor, deposite qualquer quantia na conta abaixo, ele está desesperado e precisando muito de sua ajuda. Caixa Econômica Federal Agência: 3571 Conta Poupança: 15.781-9 Titular: Matheus Trajano Nunes  Fonte: Diamante Online

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Autentificado como . Sair desta conta »

...

publicidade

// Cole o código do Google Analytics aqui