8 de janeiro de 2018  18:52   /      Jocerlan Aquino

ANA atende solicitação da Comissão Gestora suspende a liberação das águas das comportas de Lagoa do Arroz

    A Agencia Nacional das Águas - ANA, atende o pedido da Comissão Gestora  que em reunião realizada na manhã da ultima sexta feira (05) na cidade de Bom Jesus, que contou com a participação de representantes da AESA, CAGEPA, moradores ribeirinhos e do Comitê de Gestão das Águas do açude Lagoa do Arroz, solicitou a suspensão da liberação das comportas do açude que teve início na última terça feira 02.

    Após debaterem o assunto, chegou-se a conclusão que a liberação das águas não seria suficiente para atingir o objetivo inicial que era de levar água a todas as comunidades ribeirinhas ao longo do leito do rio.

    Segundo informações, a água liberada até o momento com 30 voltas na comporta daria pra abastecer a zona norte de Cajazeiras durante três meses.

    A Comissão Gestora ao receber a autorização para o fechamento, encaminhou ao DNOCS, cópia do relatório da ANA, para que as medidas sejam tomadas e as comportas fechadas de imediato  e que fique só no bypasse ou seja 4 voltas que equivale a 40l/s.

    VEJA O DOCUMENTO DA ANA

    Senhores(as),

    Considerando o relato do Sr. Francisco Jocerlan de Aquino, presidente da Comissão Gestora do Açude Lagoa do Arroz, acerca das condições de fluxo da água ao longo do rio Cacaré (cópia do Ofício 01/2018 anexa) e também a ata da reunião da Comissão Gestora e da Comissão de Acompanhamento da Alocação de Água 2017-2018 (cópia anexa), realizada no dia 05/01/2018, em Bom Jesus-PB, resolvemos suspender a liberação adicional de água autorizada por meio do 1º aditivo ao termo de alocação 2017-2018 até que sejam adequadas as condições para o fluxo da água ao longo do rio Cacaré.

    Conforme relato e registros fotográficos encaminhados pelo presidente da Comissão Gestora, existem depressões no leito do rio provocadas por extrações de areia e barramentos que estariam dificultando o avanço da água ao longo do rio. Tal situação implica em grandes perdas de água e possivelmente impedirá que a água chegue à comunidade Várzea da Ema, que era o objetivo principal do pleito de liberação da água. E cabe aqui ressaltar que reservatório se encontra no estado hidrológico vermelho, que caracteriza situação de escassez hídrica, e, portanto, deve-se buscar o uso mais racional possível da água e evitar quaisquer desperdícios.

    A vazão efluente do reservatório Lagoa do Arroz será reajustada para a condição vigente antes da liberação adicional, ou seja cerca de 40 l/s. Caso sejam implementadas ações de ordenamento do fluxo da água ao longo do rio Cacaré, tais como: eliminação de barramentos e depressões, limpeza, etc., a liberação adicional de água poderá ser retomada.

    Atenciosamente,

    COORDENAÇÃO DE MARCOS REGULATÓRIOS E ALOCAÇÃO DE ÁGUA – COMAR Superintendência de Regulação – SRE Agência Nacional de Águas – ANA +55 61 2109-5556 comar@ana.gov.br

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Autentificado como . Sair desta conta »

...

publicidade

// Cole o código do Google Analytics aqui